Mergulho Scuba

Mergulho Scuba

Mudar linguagem para Inglês
Mudar linguagem para Espanhol
Mudar linguagem para Português
Por-do-sol noronha - André Seale
Mergulho Fernando de Noronha - André Seale
mergulhando com arraias - André Seale
Fernando de Noronha - Dois irmaos - André Seale
Rio da Prata - Jardim MS Brazil - Ismael Escote
Mergulho Brasil - André Seale


Artigos


25/07/2008 - 08h58

Saiba a relação entre a prática de apnéia e o surf

 
 

A+

A-

Altera o tamanho da letra

Levada à prática do surf, a apnéia é aplicada nos momentos em que o surfista menos gosta: nos caldos ao passar a arrebentação ou ao cair da prancha num dado momento, na quebra da cordinha e na perda da prancha.

A associação do treinamento de apnéia com a natação e com a musculação, que tem uma estratégia pedagógica específica utilizando exercícios com bloqueio de respiração, tem por objetivo otimizar o organismo a suportar a acidose.

Já o treinamento de remada que simula situações reais de esforço, que são levados a momentos de imersão na turbulência ou na zona de impacto das ondas, faz a diferença do surfista que está bem preparado, principalmente quando se trata de mar grande, independente do nível, seja iniciante ou profissional.

Para que o surfista adquira uma boa prática de apnéia, deve respirar muito bem utilizando-se de técnicas e estratégias respiratórias. Assim, o surfista prepara o organismo e o sistema nervoso central (SNC) a suportar períodos de bloqueio em esforço por longo tempo.

Durante o treinamento nas fases específicas, são realizados exercícios hipóxicos e hipercápnicos com o objetivo de adquirir uma resposta orgânica mais rápida, quando o surfista necessitar. Os hipóxicos trabalham com pouco oxigênio alveolar e sangüíneo e os hipercápnicos com muito gás carbônico na corrente sangüínea.

A importância do surfista desenvolver a prática da apnéia é fundamental para sua segurança. Um exemplo em que a prática de apnéia pode ser aplicada, ocorre em situações de risco, como em mar grande, quando ao perder a prancha, após uma queda o surfista estará na zona de impacto das ondas, então, ele deve realizar uma respiração volumosa e intensa em períodos curtos, imergindo rapidamente, tendo de se deslocar, suportar o impacto das ondas, correnteza e a ansiedade.

Isso, ocasiona um desgaste intenso e exige muito do indivíduo que, em casos extremos, pode levá-lo a um afogamento. A fadiga aparece numa intensidade maior ou menor, porém o que determina isso é justamente a condição física e a condição específica da apnéia.

Uma opção a mais para o surfista desenvolver a prática da apnéia, não é só sua segurança em mar grande, mas também nos dias de flat total, realizar o mergulho livre e poder se divertir treinando e podendo até fazer pesca submarina, dessa forma aproveitando ao máximo o seu fim de semana.

Portanto, todo o surfista deve saber, desenvolver e praticar, se possível, diariamente, os exercícios de remada, natação, musculação, e a apnéia, tudo para estar pronto para as situações reais ocorridas no mar.

Por Christian Dequeker

A reprodução integral ou parcial de textos e fotos deste portal somente é permitida com créditos para o autor e link para a página de onde foi transcrito. É expressamente proibida a reprodução total ou parcial das fotos das galerias sem a autorização prévia dos fotógrafos, os quais estão devidamente creditados nos nomes das galeriasCaso você seja autor de alguma imagem ou texto publicados neste site e deseja remoção ou correção, clique aqui para preencher o formulário de solicitação.


Receba nossa NewsLetter
Name:
E-mail:
Código de segurança:
->